Decoração Dicas para casa Faça você mesmo - DIY

7 segredos da técnica DIY desvendados

tecnica diy cabeceira

Oi pessoal! Se tem uma coisa que me traz alegria é criar as coisas aqui em casa. Por isto estou sempre buscando ideias da técnica DIY e dicas de decoração barata para fazer e inspirar vocês também.

Quem segue o blog sabe que eu adoro uma decoração acessível, principalmente decoração que você mesmo pode fazer. Acredito que nossa casa precisa ter nossa personalidade e nada melhor do que fazer as coisas com as próprias mãos.


LEIA TAMBÉM: Meter a mão na massa: por onde começar?


Mas, a técnica DIY (ou “faça você mesmo”) guarda alguns segredos que impedem as pessoas de colocá-la em prática porque, muitas vezes, buscam a perfeição na hora de fazer algo e se frustram quando não dá certo.

 

7 SEGREDOS DA TÉCNICA DIY DESVENDADOS

Por ver tanta gente se inspirando em blogs de decoração mas com receio de começar ou então tentando fazer e vendo que não conseguem deixar a decoração “perfeita” como aparece por aí, eu resolvi contar pra você 7 segredos da técnica de DIY que talvez te ajude a se cobrar menos e principalmente: se apaixonar de vez por esta técnica, sem medo de ser feliz!

 

1. Acabamento não é importante

Ok, é importante que você capriche nos detalhes e dê o seu melhor. Afinal, a técnica DIY é quase como uma filosofia de vida, sendo além de “construir objetos”, um momento gostoso onde você faz aquilo com amor e dedicação.

diy luminaria nuvem

Mas vamos ser sinceras: ninguém precisa saber como ficou o acabamento da peça se ele não ficar perceptível. Quando fiz a luminária de nuvem eu fiquei orgulhosa de mim mesma com o resultado, mas confesso que atrás dela o acabamento não ficou bonito. Mas quem vê? O importante é o acabamento ficar bonito na parte que ficará visível.

Claro, se você fizer a arte para vender, aí sim é importante se preocupar com cada detalhe. Caso contrário, desapegue desta preocupação. Se você faz um quadro, não se preocupe em achar um gancho bonito, utilize até mesmo um pedaço de arame! O importante é que quando ele estiver exposto ninguém verá como ficou atrás.


LEIA TAMBÉM: como ganhar dinheiro com DIY


2. Foto é uma coisa, ao vivo é outra

Vai dizer: às vezes você vê uma foto de alguma blogueira e fica deslumbrada com o resultado mas na hora de copiar o projeto você acha que o seu não ficou tão legal? Calma, muitas vezes os projetos tem pequenas falhas que não aparecem na foto ou no vídeo, ou até mesmo depende do ângulo em que foi fotografado/filmado.

Claro que nós que produzimos conteúdo buscamos sempre fazer fotos bonitas e neste momento tudo pode parecer perfeito, mas nem sempre é. Às vezes, até a cor pode mudar um pouco na foto e ao vivo. Já teve amiga minha que viu coisas aqui no blog mas quando veio aqui em casa viu as mesmas coisas e falou que na foto ficava diferente.

diy comoda antiga

Então, se cobre menos ao ver uma foto perfeita. Quer um exemplo? No vídeo que fiz sobre o rodateto de isopor as emendas ficam quase invisíveis mas quando você olha pessoalmente elas ficam mais aparentes. Mas não pense que isto me incomoda, o resultado final ficou tão maravilhoso (e barato) que a emenda é só um detalhe.

 

3. Pesquise, desenhe, estude antes de tudo

Eu sou muito afobada para fazer as coisas e quebrei muito a cabeça nestes anos até aprender. Por isto, se você quer fazer algum projeto de DIY e quer que dê certo, planeje antes. Não saia fazendo as coisas sem planejar, calcular quantidade de material, saber se você tem tudo que precisa, etc.

diy cabeceira de pinus

De uns tempos pra cá eu tenho planejado tudo antes de executar: anoto as ideias em um papel, busco inspirações na internet, vejo vídeos de passo a passo, calculo quantidade de material, vejo se precisa comprar alguma coisa, fico de olho na previsão do tempo (se é algo que exige tempo seco como pintar, por exemplo) e também planejo quanto tempo leva para executar, se vou fotografar/filmar, etc.


LEIA TAMBÉM: Como fazer cabeceira de Pinus


Como faço os projetos para mostrar no blog, hoje em dia eu primeiro faço um para ver se dá certo, quanto tempo levo, quanto material utilizo e só depois me planejo para fazer outro igual e fotografar/filmar. Mostrei nos stories do Instagram neste final de semana um cestinho de corda que fiz. Fiz o primeiro, vi como era e só depois fiz outro filmando o passo a passo. Mesmo que você não vá fotografar ou filmar, é importante se planejar para não se frustrar.

 

4. Não vai dar certo da primeira vez

Não, eu não quero te desapontar, mas você precisa saber que é quase impossível dar certo na primeira vez. Quando comecei a fazer as coisas aqui em casa eu me sentia um zero à esquerda. Nada dava certo! Quantas vezes já tentei fazer algo e chorei porque deu errado. hahahahaha E no início eu era assim: olhava os vídeos de tutoriais, parecia super fácil e quando eu ia colocar em prática dava tudo errado e eu até ficava com raiva da pessoa que fez o vídeo! hehe

Mas calma, não fique com raiva! Tente de novo, veja o que deu errado. Eu não sou a pessoa mais habilidosa do mundo mas posso dizer que melhorei muito de uns anos pra cá. Porque só depois de tentar e fazer várias vezes é que você começa a perceber quais as suas habilidades e com o que você tem “jeito” de mexer. Afinal, você começa a se familiarizar com as ferramentas e vai ganhando confiança.

diy adesivo de parede

Comece com projetos mais simples e vá aprimorando aos poucos. E se você está tentando algo várias vezes e está dando errado, mude a sua estratégia! Tente de outra forma.

 

5. Nem sempre sai barato

Entenda, algumas vezes os projetos sairão mais caros do que comprar algo pronto. Mas quem é adepto da técnica DIY não se importa com o custo e sim com a satisfação do resultado e também com a exclusividade da peça. Afinal, por mais que você faça algo inspirado em um projeto que viu na internet, NENHUM é igual ao outro, cada um é único. E esta é a beleza do objeto artesanal.


LEIA TAMBÉM: Antes e depois: como renovar cômoda antiga


Claro, muitas vezes conseguimos bolar projetos com materiais que temos em casa, aí sim sai bem barato ou até mesmo quase DE GRAÇA. Mas tem vezes que é necessário comprar materiais para produzir os objetos. Hoje em dia é possível criar tantas coisas com as próprias mãos, você pode até criar móveis, já imaginou que legal?

 

6. Você vai descobrir habilidades que nem sabia

Esta é a parte mais legal! Às vezes você pensa que não serve para tal coisa, mas quando resolve experimentar acaba percebendo que tem habilidades que nem sabia! E isto pode ser em relação à tudo como, por exemplo: pintar, costurar, bordar, furar parede, etc. Não duvide de você mesmo, tente!

diy massa corrida

Eu nunca me imaginei fazendo furo na parede e até já criei um vídeo toda orgulhosa mostrando como usar a furadeira, quem diria! E aplicar massa corrida na parede então? Não ficou perfeito, mas ficou lindo e nem acredito que foi nós que fizemos!


LEIA TAMBÉM: 5 canais no You Tube para quem gosta de DIY


7. A satisfação no final compensa tudo

E pra fechar, o segredo mais importante: a satisfação de ver o resultado compensa qualquer esforço! Cada projeto que faço fico orgulhosa de mim mesma. Cada projeto é um passo a mais que evolui e me aprimorei. Quer ver uma coisa melhor ainda? Quando alguém elogia e você diz “obrigada, fui eu que fiz”. É uma sensação enorme de alegria, dever cumprido, satisfação e orgulho e principalmente: vontade de fazer mais e mais.

 

Enfim, eu apenas quis mostrar que todo mundo é capaz de fazer as artes que eu e tantos outros blogs compartilham. Não somos melhores que ninguém e vocês também são capazes de criar objetos com as próprias mãos e ver como isto é realmente uma terapia.

Agora me conta, qual projeto que você fez e que mais se orgulhou?

 

Bjo bjo!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply